Aquisição e Desenvolvimento da Linguagem (até aos 5 anos)

 

  • Até aos 2-3 meses

Ocorrem as reações reflexas e instintivas (choro, sucção, deglutição)

Sorriso reflexo;
Produz sons guturais;
Conforta-se com a voz da mãe;
Movimenta-se ao ouvir estímulos sonora

  • Por volta dos 6 meses

A criança emite produções sonoras diversas, como: gritos, sorrisos, murmúrios. Exemplo: “gu-gu-gu” ou “hm, hm, hm”. Neste período, as produções sonoras resultarão no balbucio (repetições, com encadeamento de sílabas). Exemplo: “Pa-pa-pa-pa-pa”.

As primeiras palavras aparecem em torno dos 10 meses, são simples e fazem parte do cotidiano da criança. Exemplo: papa; mama; mamá.

  • 12-18 meses

A criança utiliza uma palavra para expressar uma idéia completa (frase), o que chamamos de: “palavra-frase”. Essa palavra-frase deverá ser analisada pelo adulto no momento em que é produzida, já que, pode representar uma dimensão de fatores em situações diversas. Exemplo: Num momento a criança diz: “Bola”. (Chamando a atenção do adulto para a televisão). Num outro momento a criança diz: “Bola”. (Chamando a atenção do adulto para pegar a bola e jogar para ela).

  • 18 – 20 meses

A frase poderá conter duas ou três palavras (já observamos a estrutura verbal correspondente ao português). Exemplo: “Medo au-au gande”. 

  • 2 anos

Ocorre intenso desenvolvimento da linguagem oral. A criança, geralmente, inicia a construção de seu vocabulário não produzindo corretamente todos os sons da fala (caberá ao adulto fazer a referência correta das palavras).

Exemplo: a criança diz:  “Cassoo!” (apontando para o cachorro).

                         Adulto: “Estou vendo. Que cachorro bonito!”

Se a criança estiver fazendo uso, é nessa fase que deverá acontecer a retirada da chupeta e/ou da mamadeira, pois o uso destas, a partir desse período, poderá: atrapalhar no alinhamento dos dentes, causar flacidez na musculatura facial, provocar cáries, favorecer a respiração bucal, impedir a correta movimentação da língua durante a fala, dentre outros.

  •  3 anos

Iniciam-se as interrogativas: Porquê? O que é?  

  • 4 anos

A criança é capaz de reproduzir pequenas seqüências de fatos e/ou histórias.

No período dos 2 aos 5 anos, a linguagem, principalmente, o vocabulário, tem o seu desenvolvimento mais impressionante, podendo aumentar de 50 – 100 palavras para mais de 2000.

Até os 5 anos de idade a criança deverá ser capaz de produzir todos os sons da língua portuguesa, de maneira adequada e significando coerentemente os conteúdos de sua expressão oral (a partir do contexto em que está inserida).

A partir desse período, a criança detém-se à ampliação do vocabulário e à aquisição de estruturas mais complexas da linguagem. Percebe-se um grande investimento na representação gráfica, o que facilitará, em seguida, a aquisição da língua escrita, sendo de grande importância a estimulação desta (o estímulo poderá ocorrer a partir de situações simples do cotidiano, por parte do adulto: leitura de placas na rua, nomes de lojas, outdors, dentre outros. O mais importante é que seja favorecido todo o contato possível com a escrita e a leitura).

Luciana dos Santos Celia

Fonoaudióloga   2003

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: